Carregando Carregando...
Fechar menu
Fechar menu

Meu carrinho (0 itens)

Descubra seu tipo de cabelo

Saúde

Confessa pra gente: às vezes é difícil escolher produto pro nosso cabelo, né? São milhares de opções, pra longos, curtos, cacheados, lisos etc. Por isso que é tão importante saber qual o nosso tipo de cabelo! Mas isso não é tão simples quanto parece.

Assim como entender o seu tipo de pele é superimportante para fazer o seu skin care direitinho, determinar qual é o seu tipo de cabelo também é fundamental para garantir que você vai oferecer o cuidado mais adequado para os seus fios!

Mas aí que mora o detalhe: descobrir o seu tipo de cabelo é mais fácil falar do que fazer. Logicamente, a gente tem as categorias mais simples: lisos, ondulados, cacheados e ondulados.

Mas você sabia também que eles se dividem em subtipos? Além disso, existem vários outros fatores a serem considerados para saber direitinho qual o seu tipo, incluindo a porosidade do cabelo e o nível de hidratação do couro cabeludo.

Deu um nervoso? Não se preocupe, estamos aqui para ajudar você nessa jornada! Nesse textinho a gente conta tim-tim por tim-tim tudo que você precisa saber para determinar seu tipo exato de cabelo.

E vale lembrar que não tem tipo ‘bom’ ou ‘ruim’, hein? Todos os tipos de cabelo têm pontos positivos e negativos, e o segredo é aprender a cuidar do seu!

Textura de cabelo

Bom, que tal a gente começar do começo? A primeira coisa sobre a qual vamos falar é a textura do seu cabelo. Quando falamos em textura, estamos nos referindo à forma ou padrão natural dos seus fios.

Se você não tem certeza qual a textura dos seus, o melhor jeito de descobrir é quando você lava. Da próxima vez que você lavar o cabelo, deixe ele secar ao natural e sem nenhum produto. Aí, fique ligadinha os detalhes para ver em qual tipo você se encaixa:

    • Tipo 1: Se o cabelo secar retinho, sem nada de ondas desde a raiz até as pontas, ele é liso. Esse tipo costuma ser bem sedoso e brilhante, pois a oleosidade natural dos fios consegue atingir as pontas sem obstáculos. Esse tipo pode variar de sedoso e fino (1A até grosso e espesso (1C), como a gente vai explicar com mais calma aqui embaixo.
    • Tipo 2: Se o cabelo secar com uma curva suave em formato de ‘S’, ele é ondulado. Geralmente o cabelo ondulado tem a raiz lisinha e sofre bastante com o frizz. Superversátil e fácil de modelar, as mechas ficam mais perto da cabeça e podem variar de finas (2A) a grossas (2C).
    • Tipo 3: se ao secar o seu cabelo apresentar ondas definidinhas, ou cachinhos com formato definido, ele é considerado cacheado. Embora muita gente confunda o ondulado 2B e 2C como cacheado, é só o tipo 3 que leva esse nome; são as famosas “molinhas”, bem definidinhas e simétricas. É importante conhecer a diferença na hora de comprar produtos para o seu cabelo. As mechas tendem a crescer longe da cabeça, com mais volume, e têm um brilho natural, mas também tendem ao frizz
    • Tipo 4: os cachos bem apertadinhos, em formatos de espirais ou padrões de zigue-zague são considerados crespos ou afros. As mechas crescem longe da cabeça, dando aquele volume maravilhoso, e são as mais delicadas. As mechas crespas são bem secas e muito propensas ao frizz, pois a oleosidade natural não chega nas pontinhas em função do formato. Por isso, é preciso cuidar com muito carinho, abusando da hidratação.

Estrutura do Cabelo

Agora que você entendeu direitinho como funciona a classificação de texturas, vamos falar um pouco de estrutura. É importante lembrar que estrutura não tem nada a ver com textura; todas as texturas podem variar em estrutura.

Quando falamos sobre a estrutura do cabelo, a gente está falando da estrutura dos fios, o que determina a capacidade do seu cabelo de segurar penteados e a reação dele com produtos. Aí, nós temos três categorias para encaixar seus cabelos: finos, médios ou espessos (ou grossos).

Medir a espessura do cabelo é super fácil! A primeira coisa que você faz é arrancar um fiozinho, de preferência da parte de trás da sua cabeça. Aí, você vai comparar o fio de cabelo com um fio de costura.

Se o seu cabelo for da largura da linha ou só um pouquinho menor, é porque ele é espesso; se ele for bem mais fino do que o fio, a espessura dele é fina. E se não for nem da mesma grossura nem muito mais fino, é porque a espessura é média.

Quando você faz um estilo ou penteado, você também consegue descobrir qual a espessura do seu cabelo. Quem tem cabelo fino sabe da dificuldade de segurar um baby liss ou penteado, né? Além do mais, geralmente ele é bem delicadinho e quebra bastante ao pentear.

O cabelo médio é mais fácil de pentear, e consegue segurar um penteado por um tempo maior. O cabelo grosso, por sua vez, segura super bem cachos e penteados, mas muitas vezes pode ser difícil de pentear, porque ele é menos flexível. Lembre-se de ter bastante carinho ao pentear o seu cabelo se ele for grosso, ok? Paciência é a chave!

Porosidade do cabelo

Para terminar e classificar o seu cabelo, você tem que saber a porosidade dos seus fios. Em outras palavras, qual a capacidade do seu cabelo de absorver umidade e produtos. Muita gente não lembra de classificar esse detalhe, mas isso ajuda a escolher os produtos que você vai usar, e também a criar seu cronograma capilar.

Tem um jeito super fácil de avaliar a porosidade do seu cabelo!

É só colocar um único fio em um copo de água: se o fio afundar, ele tem alta porosidade, então está absorvendo toda a umidade; se ele ficar mais ou menos no meio do copo, seu cabelo está equilibrado, com porosidade “normal”; e se o fio flutuar na superfície da água, seu cabelo tem baixa porosidade, o que significa que não absorve umidade facilmente.

Tá, mas o que isso quer dizer para ajudar a cuidar do meu cabelo? Relaxa que a gente já explica!

Vamos começar falando dos cabelos com alta porosidade! Neles, as áreas danificadas da cutícula formam intervalos que não só fazem com que o cabelo absorva umidade e produtos mais rapidamente, como também que perca da mesma forma essa umidade, tornando o cabelo seco e quebradiço. Em outras palavras, ele absorve rápido, mais perde rápido também, como uma esponjinha.

Para esses tipos de cabelo, então, é melhor evitar modelagem térmica e tratamentos químicos agressivos, pois isso pode piorar muito o processo de ressecamento.

Em vez disso, use condicionadores intensivos ou máscaras nutritivas, como a nossa Excellent Repair Mask, em conjunto com séruns e outros tratamentos sem enxágue, como o Nuance Arrange Treatment. Isso, você fornece a hidratação necessária e ajuda a selar a cutícula, protegendo seu cabelo de outros danos! Arraso, né?

Já nos cabelos de baixa porosidade, a cutícula fica completamente plana, o que impede que a umidade e produtos sejam absorvidas pelos fios. Para esses tipos de cabelo, a maior preocupação é normalmente o acúmulo de produtos na fibra, que pode dar aquela aparência pesada e oleosa para o cabelo.

Então, se você tem esse cabelo, nossa dica é aplicar os produtos após a lavagem e enquanto seu cabelo ainda está úmido, para ajudar a garantir a absorção por parte dos fios. Assim seu cabelo fica lindo e você não desperdiça produto!

Estado do couro cabeludo

A gente falou um monte do cabelo, mas tem uma coisinha superimportante que não dá pra esquecer: determinar o tipo e estado do seu couro cabeludo! Afinal, se ele não estiver bem cuidadinho, o seu cabelo também não vai ficar 100%. Então o cuidado com o couro cabeludo não é só uma dica, mas um must!

Pode ser bem difícil determinar o estado do seu couro cabeludo, porque é fácil confundir com o status de oleosidade das pontas. Para determinar o grau de oleosidade certinho do couro cabeludo, a dica é inspecionar o cabelo e o couro cabeludo no segundo dia após a lavagem.

Se as raízes estiverem com aquela aparência oleosa, é provável que o seu couro cabeludo seja oleoso. Nesse caso, sugerimos usar nosso Scalp Cleansing Treatment para ajudar a balancear o couro cabeludo e controlar a produção de óleo.

Agora, se você enxergar descamação de algum tipo, muito provavelmente o seu couro cabeludo está ressecado. Nesse caso, o que você precisa é de um shampoo mais suave e hidratante, como o nosso Silky Smooth, que não só é livre de sulfatos e silicone, mas também pode ser usado para purificar o couro cabeludo seco.

O Silky Smooth garante que seu cabelo seja devidamente limpo, sem nunca ter sua oleosidade natural removida.

Identificou oleosidade E descamação? Não se desespere, pode sim acontecer! Essa mistura de sintomas é normalmente causada pelo acúmulo de produtos e da oleosidade na fibra, quando você lava pouco o cabelo, ou quando não lava com muito cuidado e acaba deixando resíduo de shampoo ou creme.

Nesse caso, a nossa dica é usar os dois! Use o Silky Smooth Shampoo para purificar o couro cabeludo e o Scalp Cleansing para acalmar o cabelo pois isso ajudará a limitar o excesso de óleo, remover o acúmulo e controlar a irritação. Assim, tanto seu cabelo quanto seu couro cabeludo vão ficar perfeitos!

Está avaliando o seu cabelo e achando um monte de contradições? Está tudo certo! Os cabelos misturam tipos diferentes; cacheados, mas muito porosos, ou finos, mas extremamente secos.

Seja qual for o seu tipo de cabelo, ter um conhecimento completo dele ajudará na seleção dos produtos e das rotinas capilares que você precisa manter. Assim, seu cabelo vai ficar sedoso, brilhante e saudável e você vai arrasar!

Esperamos ter ajudado você a entender qual o seu tipo de cabelo! Conta para a gente nos comentários, você conseguiu identificar todos os fatores dos seus fios?

E para aproveitar mais dicas e novidades para cuidar dos seus cabelos, segue a gente nas redes sociais e fique de olho no nosso blog, pois toda semana a gente traz coisas novas.

Beijinhos, Linda Dumas.